quinta-feira, 20 de setembro de 2007

É TEU IRMÃO

É teu irmão, pela condição,
esse que morre de fome
enquanto tu fazes dieta
para emagrecer.
***
É teu irmão
na contradição
dessa duas diferentes formas
de morrer.

10 comentários:

Crítica&denúncia disse...

Vim retribuir o beijinho e dizer que amo teus versos, tuas palavras, tua maneira de ver o mundo...quantos versos pode conter um coração sensivel? Tuas palavras ajudam a melhorar este mundo controvertido onde vivemos.Obrigada: Alda

C Valente disse...

Duas imagens brutais, mas tão reais desta sociedade em que vivemos
saudações amigas

Quint disse...

É uma sociedade tremendamente injusta esta que deixamos construir. Todos nós. Obrigado pela visita.

Simplesmente...Joana disse...

Infelizmente são as dualidades que existem.... são os extremos que nos rodeiam...

Beijooo

Até já!**

CORCUNDA disse...

...ou como a humanidade se permitiu chegar a estes extremos.
A melhor imagem da hipocrisia em que vivemos.
Abraço do Corcunda.

J.G. disse...

Vim retribuir a simpatia da sua visita.

Neste escrito, destaco a crueza da verdade.

Abraço.

Sol da meia noite disse...

Impressionante este post!
Imagens que falam...

Deixo beijinhos neste cantinho!

Tiago R Cardoso disse...

Penso que as imagens dizem tudo. Dificilmente se arranjam palavras para isto.

7 Pecados Mortais disse...

Notável! É assim que posso exprimir o quanto as tuas palavras sábias se enquadram nestas imagens. Como dizia Volatire, em poucas palavras dizes mais do que em muitas páginas soltas e perdidas. A condição de irmão no teu verso é impressionante. Se todos nos víssemos como irmãos, ou seja, verdadeiros irmãos, não contribuiríamos para um estado caótico das coisas. Tocou-me, como é habitual!

João Rato disse...

Estamos já conformados com estas diferenças, as pessoas, as rádios e os estados! Estamos acomodados à espera de um desfecho, quando o desfecho acontece todo o dia, a toda a hora, na dor sem alívio, numa terra distante em que os sinos não dobram!